O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

  Outros Números
 
 
  Nº 31 Novembro de 2007 / Ano 4  
 
  Editorial  
 

Nas vésperas das XVIII Jornadas Clínicas da EBP-Rio, Objetos soletrados no corpo, este número de Latusa conta com dois textos dos mais-um dos cartéis que compõem a Comissão Científica dessas Jornadas.

Elza Lisboa de Freitas articula psicanálise e a literatura, tomando uma filigrana da obra de Marcel Proust, Em busca do tempo perdido. O personagem ao beber uma xícara de chá é invadido por um “prazer imenso, isolado, sem a noção de sua causa”. Ele busca em vão repetir a experiência, que ressurge em momentos inesperados. Elza esclarece sua característica de reminiscência em que o personagem é tocado pelo viés real do objeto; ela define: “instante presente de quase captura do tempo perdido, apenas por ser passado”.

Angela Bernardes desenvolve em seu texto, “Pedaços que faltam”, a proposta de Jacques-Alain Miller de retomar a quarta parte do Seminário 10, A angústia para verificar “a estrutura do objeto a enraizada no corpo”. Angela dirige seu interesse para, como ela nomeia, o “nascedouro do conceito lacaniano de objeto a”, e demarca o conceito de objeto perdido, o registro real do vazio substrato da função da causa. Ela então pergunta como esse vazio se enforma para cada sujeito. A resposta, Angela encontra nas palavras de Guimarães Rosa: com “o nada, que é humano e nos envolve”, e faz consistir, ela complementa, “a própria estrutura de borda do objeto a”.

Maria Angela Maia
Editora de Latusa

 

 

 


 
 
  Objetos soletrados no corpo  
 

Heloisa Caldas

 
 
  Variações sobre um tema (objetos e versões)  
 

Elza Marques Lisboa de Freitas

 
 
  Pedaços que faltam (sobre a origem do objeto a)  
 

Angela Cavalcante Bernardes

 
 
  Uma crise na sublimação  
 

Romildo do Rêgo Barros