O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

   
 
 
  Edições Impressas - Número 18  
  Resumos:  
 

Número 18:
O início de uma análise: o fim e o meio
2013

 

ADRIANA LIPIANI e CLÁUDIA HENSCHEL DE LIMA
Um estudo de caso em torno do diagnóstico dife- rencial e do início de análise na toxicomania

Resumo
O artigo sugere que o estudo sobre o diagnóstico diferencial na clínica contemporânea permite refutar a equiparação entre o uso de drogas e a psicose para todos os casos, determinando a estrutura da neurose para os casos em que é possível localizar a operatividade do Nome-do-Pai, mesmo que em caráter débil, bem como ilustrar os avatares apresentados no início do tratamento com pacientes usuários de drogas.
Palavras-chave: clínica da toxicomania, neurose, diagnóstico diferencial, início de análise, declínio do pai simbólico.

Abstract
The psychoanalitical research about differential diagnosis in contemporary clinic refute the equivalence between drug use and psychosis for all cases, determining the structure of neurosis for cases in which it is possible to localize the operability of the Name of the Father, even if weak in character, as well as to illustrate the avatars pre-sented at the beginning of treatment with drug users.
Key words: clinical drug addiction, neurosis, differential diagnosis, beginning analysis, decline of the symbolic father.

ANA MARTHA WILSON MAIA
Um amor disfarçado de ódio

Resumo
O amor faz o gozo condescender ao desejo e pode levar do gozo da ignorância ao desejo de saber. Em uma análise, pode trazer impasses e se transformar em ódio, exigindo um reposicionamento do analista no manejo da transferência.Todavia, como fazer quando ainda não houve a entrada em análise propriamente dita, a inclusão do sujeito suposto saber, e o ódio é prévio?
Palavras-chave: amor, ódio, agressividade, transferência negativa, início de análise.

Abstract
Love makes jouissance condescend to desire and can lead from the jouissance of ignorance to the desire of knowledge. In an analysis, love can bring difficulties and turn into hatred, requiring a repositioning of the analyst in handling the transfer. However, how to deal with it when therapy is still in its early stage, the inclusion of the subject supposed knowledge, and hatred is previously present?
Key words: love, hate, aggression, negative transference, early therapy.

ANGELA BATISTA
O apego do analisante e a atitude do analista no início do tratamento

Resumo
O artigo destaca o sintoma no início do tratamento e pensa a importância da atitude do analista para que haja entrada em análise. Distingue o amor de transferência que constitui o sujeito suposto saber, o inconsciente transferencial, da demanda pulsional que se refere ao inconsciente real. Alguns fragmentos clínicos indicam as consequências da atitude analítica no inicio do tratamento. Palavras-chave: sintoma, início do tratamento, apego do analisante, apego do analista.

Abstract
The article highlights the symptom at the beginning of the treatment and the importance of the analyst’s attitude so that there is an entry in analysis. It distinguishes the transferential love, which constitutes the Subject supposed to know, the transferential unconscious, from the pulsional demand, which refers to the real unconscious. Some clinical fragments indicate the consequences of analytical attitude at the start of treatment.
Key words: symptom, beginning of the treatment, patient’s attachment, analyst’s attachment.

ANTONI VICENS
Inicio del análisis

Resumo
O autor sustenta que o início de uma análise é sempre anterior ao encontro com um analista. Apoiando-se em sua própria análise, demonstra como esse encontro, de certa maneira, organiza o tempo do inconsciente, podendo ser lido no a posteriori, “convertendo o que foi em antecedente do que agora é”.
Palavras-chave: início do tratamento, leitura, inconsciente, sintoma, sofrimento.

Abstract
The author argues that the beginning of an analysis is always prior to the meeting with an analyst. Relying on its own analysis, the author shows how this encounter, in a way, organizes the time of the unconscious, and can be read in the a posteriori,“turning what was antecedent to what is now.”
Key words: beginning of the treatment, reading, unconscious, symptom, suffering.

CRISTINA DUBA
Notas sobre A direção do tratamento e os princípios de seu poder, de J. Lacan

Resumo
O artigo busca ressaltar os principais eixos do texto “A direção do tratamento e os princípios de seu poder”, de Jacques Lacan. Visando retomar os fundamentos freudianos da psicanálise em face do revisionismo empreendido pelos neofreudianos, Lacan demonstra paralelamente como a abordagem teórico-clínica se enlaça à ética e à política da psicanálise, o que se revela sobremaneira nas concepções de cura, tratamento e entrada e final de análise. O texto procura, por fim, uma aproximação com as questões contemporâneas da psicanálise, perguntando-se sobre a direção do tratamento em tempos do “Outro que não existe” e da desordem do real.
Palavras-chave: Lacan, direção do tratamento, neofreudianos, real, psicanálise.

Abstract
This article seeks to highlight the main axes of the text “The direction of the treatment and the principles of its power”, by Jacques Lacan. Aiming to recover the Freudian fundamentals of psychoanalysis against the revisionism undertaken by neo-Freudians, Lacan demonstrates at the same time how the clinical and theoretical approaches relate to the ethics and politics of psychoanalysis, which is greatly revealed by the conceptions of cure, treatment, entry and end of analysis.The text seeks finally an approximation with the contemporary issues of psychoanalysis, wondering about the direction of treatment in times when “Other does not exist” and the actual disorder.
Key words: Lacan, direction of treatment, neo-Freudians, real, psychoanalysis.

DEBORAH UHR e NURIA MALAJOVICH MUÑOZ
Grupos de recepção: uma porta de entrada para a experiência de análise?

Resumo
Os grupos de recepção constituem importante recurso na organização dos ambulatórios públicos. Seus efeitos advêm da aproximação entre tal dispositivo e as entrevistas preliminares. No presente artigo, esse tema é retomado a partir das questões levantadas pelos sintomas contemporâneos. Analisa as saídas possíveis para um cenário em que a vontade de gozo parece impor-se ao desejo de saber.
Palavras-chave: grupo de recepção, psicanálise aplicada, sintomas contemporâneos.

Abstract
Outpatient reception groups play an important role in the organization of public outpatient mental health clinics. Their positive effect comes from bringing this procedure and the preliminary interviews closer together. In this article, the topic is reexamined taking into account issues raised by contemporary symptoms. It analyses possible solutions to a context where the desire for jouissance seems to impose itself on the desire for knowledge.
Key words: outpatient reception groups, applied psychoanalysis, contemporary symptoms.

FULVIO SORGE
O estranho caso da mulher sem nariz

Resumo
Miette exibe em seu rosto uma prótese no lugar do nariz, furo no real jamais cicatrizável por qualquer semblante edípico. Servindo-se desse caso clínico, o autor explora a potência devastadora do sintoma que se escreve fora da linguagem, reduzindo o corpo à danação de se experimentar como mero palco de defusão pulsional. Ainda assim, uma primeira experiência de análise evita a desinserção do laço social, enquanto uma segunda aposta em peças soltas, que, lidas como amostras de tecido corpóreo, deixam entrever a extração de pedacinhos de gozo, lalangue agora escrita em poesia.
Palavras-chave: psicose, devastação, peças soltas, gozo, sinthoma, inserção/desinserção social.

Abstract
Miette exhibits in her face a prosthesis in the place of the nose, hole in the real that can never be recovered by any Oedipal semblance. Based on this clinical case, this paper explores the devastating power of the symptom that is written outside of language, reducing the body to the damnation of experimenting itself as a mere stage to drive defusing. It also shows how, not- withstanding, a first analytical experience avoids the abandonment of the social bond by the subject, whereas a second one wages on detached pieces that, read as samples of body tissues, allow us to glimpse the extraction of fragments of jouissance, lalangue now written in poetry.
Key words: psychosis, devastation, detached pieces, jouissance, sinthome, social inclusion and exclusion.

NELSON RIEDEL
Compulsividade: a relevância de uma diferenciação conceitual para o início do tratamento e sua direção

Resumo
O trabalho pretende articular teoria e prática analítica na direção do tratamento. Baseia-se na observação do conceito psicanalítico de compulsão, que sofreu, com o passar do tempo, mudanças na sua especificidade, sem que o sentido original tenha perdido sua validade, o que implica que se tenha, atualmente, uma só palavra para descrever duas posições que representam etiologias diversas. As diferenças entre as duas especificidades são representadas no texto por substantivos da língua alemã largamente presentes na obra de Freud.
Palavras-chave: compulsão, “agir compulsivo”, Zwang, Drang, direção do tratamento.

Abstract
The paper aims to articulate theory and analytical practice in the direction of the treatment. It is based on the observation that the psychoanalytical concept of compulsion suffered with the passing of time a change in its specificity, without the previous sense having lost its validity, which implies that we have today a single word to describe two positions representing different aetiologies.The differences between both specificities in the text are represented by German words largely used in Freud’s work.
Key words: compulsion,“compulsive act”, Zwang, Drang, direction of the treatment.

RODRIGO LYRA CARVALHO
O objeto da aposta

Resumo
O artigo investiga a noção de aposta trabalhada por Jacques Lacan. Propõe-se que, em torno desse tema, uma nova abordagem das relações entre o gozo e o discurso é esboçada por Lacan, abrindo um percurso teórico que será aprofundado em seu último ensino. Junto a isso, o artigo busca servir-se da perspectiva teórica construída em torno do tema da aposta para pensar as entradas em análise na atualidade.
Palavras-chave: entrada em análise, aposta, gozo, discurso, objeto.

Abstract
This paper investigates the notion of bet, crafted by Jacques Lacan. It is proposed that, on this issue, a new approach to the relationship between enjoyment and speech is drafted by Lacan, opening a theoretical path to be thorough in his last teaching. Along with this, the article seeks to make use of the theoretical perspective built around the theme of the bet to think the entries in analysis today.
Key words: entry into analysis, betting, enjoyment, speech, object.

SANDRA VIOLA e MARCIA ZUCCHI

Sobre o início do tratamento: bem me quer mal me quer

Resumo
O presente trabalho visa discutir o início do tratamento posto em relação ao seu final, a partir da formulação, feita por Miller em “A salvação pelos dejetos”, de que uma análise vai da suposição de que “o Outro quer o meu bem” à constatação de que “o Outro quer o meu mal”. Valendo-se da concepção lacaniana de “paranoia dirigida”, procura-se apontar como o gozo que se destaca ao final da análise já está posto sob a demanda inicial de tratamento ao analista. Para demonstrá-lo, utiliza-se um fragmento clínico do passe de Marie-Hélène Brousse.
Palavras-chave: paranoia, sintoma, gozo.

Abstract
The current paper aims to discuss the beginning of the treatment in relation to to its end. It is based on Miller’s formulations in the article “The salvation through the dejects”, in which he affirms that an analysis goes from the supposition that “the Other wants my good” to the verification that “the Other wants my bad”. Through the Lacan’s conception of “guided paranoia”, one tries to point out how the joy which highlights itself at the end of the treatment is already there under the initial demand made to the analist. In order to demonstrate this, it is used a clinical fragment from the pass of Marie-Hélène Brousse.
Key words: paranoia, symptom, joy.